Marca Flex Eventos
Flex 30 Anos

Case SulAmérica Seguros

Projeto de Interior Corporativo do escritório da Perkins + Will aumenta a produtividade de colaboradores da SulAmérica Seguros

Case SulAmérica Seguros

Texto | Flex

Seguradora investiu alto na mudança para a nova sede corporativa, que abriga aproximadamente 3.000 mil funcionários.

A SulAmérica sempre prezou pela tradição e isso fez com que a empresa se tornasse o maior grupo segurador independente do Brasil. Prestes a completar 120 anos em dezembro, a companhia decidiu inovar, modernizar sua estrutura corporativa e migrar para uma nova sede, construída dentro dos mais modernos e sustentáveis conceitos arquitetônicos. Para auxiliá-la durante todo o processo a companhia contou com a Perkins + Will, empresa global de arquitetura e design multidisciplinar, que possui grande expertise no oferecimento de soluções para o segmento corporativo.

Foram quase dois anos de trabalhos, que resultaram em um dos escritórios corporativos mais modernos do Brasil. A migração para a nova sede, localizada no bairro de Pinheiros, em frente ao recém-revitalizado Largo da Batata, foi finalizada em dezembro. Ao todo, são mais de 3.000 colaboradores, divididos em 13 pavimentos.

Para corresponder às expectativas da seguradora, a Perkins + Will desenvolveu um estudo de viabilidade sobre a mudança, que culminou na escolha da nova edificação. Para essa definição, foram utilizados critérios como quantidade de pessoas, projeção de crescimento, sinergias, raio de moradia de colaboradores, distância dos principais clientes, entre outros. Na comparação com o edifício anterior, houve uma redução de 4 mil m2 na área total do escritório.

Definido o novo endereço, o próximo passo foi a imersão no dia-a-dia da companhia para entender missão e valores e traduzir esses conceitos no projeto mais adequado às necessidades da SulAmérica. O resultado foi a transformação do ambiente corporativo, mais qualidade de vida para os colaboradores e, por consequência, mais produtividade. A mudança é recente e os ganhos sinérgicos e operacionais ainda não estão mensurados, mas já é possível apontar as melhoras. "Não existe melhor resultado do que ouvir o cliente dizer que está trabalhando muito melhor e rendendo muito mais. Esse é o melhor resultado de um bom projeto", disse Fernando Vidal, Corporate Interior Leader da Perkins + Will.
Mesas menores e sem distinção hierárquica, espaços que incentivam o trabalho em grupo e a interação colaborativa, mobilidade, conectividade e transparência estão entre os elementos arquitetônicos que caracterizam esse projeto.
Os espaços são abertos, para promover a integração e tornar o ambiente dinâmico. Nem mesmo o presidente e os VPs possuem salas privadas. Os poucos ambientes fechados - três – são destinados ao Conselho de Administração. Outro diferencial importante é o andar corporativo, que abriga até 30 reuniões simultâneas com clientes externos. "Para esse projeto também tivemos uma preocupação grande com a iluminação natural. Conectar o máximo possível o ambiente interno com o externo", apontou Vidal.


Projetos como o da SulAmérica já são uma realidade nos países desenvolvidos, mas Vidal aponta que vem crescendo o interesse das empresas do Brasil pelos benefícios da arquitetura corporativa. "O brasileiro está começando a entender que um escritório melhor não é um gasto e não visa apenas aumentar o conforto. Existe um retorno de produtividade quando a companhia oferece um espaço melhor e mobilidade para os seus colaboradores", disse.
Além da SulAmérica, a Perkins + Will trabalhou recentemente em projetos de grandes empresas, como Pirelli, BTG Pactual e o escritório de advocacia Trench, Rossi e Watanabe.